#5 filmes para quem tem estomago forte

#5 filmes para quem tem estomago forte assistir


Essa lista pequena traz alguns filmes que nem todos conseguiriam assistir, só os de estômagos fortes. Alguns dos filmes foram até proibido a reprodução em alguns países.


 Grotesco (2009)


Colocado como “o cruel ondular filme japonês”, uma menina e seu namorado são assaltados e seqüestrados. Quando eles despertam se encontram vinculados e amordaçados em uma câmara de tortura. Então, começa um processo lento e sofrido nos cativos. Você vai querer olhar para o outro lado como o casal que é progressivamente cortado, mutilado e degradado.

 120 dias de Sodoma (1975)

Em 1944, na cidade de Saló ocupada por nazistas, no norte da Itália, quatro fascistas sequestram 16 jovens saudáveis e os aprisionam em um palácio perto de Marzabotto. Além deles, há quatro mulheres de meia-idade, sendo que três delas relatam as histórias de Dante e de Sade, e a quarta acompanha ao piano. Na mansão vigiada por guardas, os fascistas vão cometer todo tipo de experiências com os jovens, que passam a ser usados como uma fonte de prazer sexual, masoquismo e morte.


Impressão (2006)


 O filme foca na história de um Japão devastado nos ano de 1800, onde um jornalista americano retorna para encontrar uma prostituta pela qual ele havia se apaixonado anos antes de partir. Tudo estaria perfeito, se a moça não estivesse conturbada por um horror psíquico inigualável.
 A produção foi inicialmente desenvolvida para ser um episódio de Masters of Horror (um seriado americano), mas nunca foi ao ar nos Estados Unidos porque os diretores da Showtime ficaram horrorizados com as cenas(com muita razão). O filme tem tanto sangue e cenas fortes quanto os demais presentes na lista, mas ganha pontos por possuir uma história incrível e envolvente.

Irreversível (2002) 


 O filme narra, de trás para frente, a história de uma vingança. A primeira seqüência mostra dois amigos desesperados, Marcus (Vincent Cassel) e Pierre (Albert Dupontel), saindo pelo submundo de Paris à procura do homem que teria estuprado e espancado Alex (Monica Bellucci), a atual namorada de Marcus e ex-namorada de Pierre. Em seguida, a narrativa volta passo a passo no tempo para mostrar como Marcus e Pierre descobriram o nome do autor do crime, recuando até o próprio estupro e os eventos que o antecederam.

Um filme sérvio (2010)

Nós definitivamente deixamos o melhor (ou nesse caso, o pior) para a primeira colocação. Todos os filmes exibidos nessa lista trazem assuntos perturbadores como estupro, tortura, assassinato, sexo, pedofilia, anomalias médicas, distúrbios mentais e satanismo. Mas apenas um deles se atreve a incluir tudo isso em apenas um filme. O roteiro conta a história de Milo, um ex-ator de filmes pornográficos que concorda em voltar a ativa para participar de um último filme, que envolveria muita “arte”. 

Quando começa a gravar suas primeiras cenas, o ator se vê colocado em um cenário nojento onde abuso infantil e necrofilia são comuns. Quando resolve desistir do filme, Milo é sedado e acorda em uma sala coberto por sangue, onde descobre que havia sido drogado para se manter em um estado permanente de violência e excitação. Dentre as cenas mais fortes (algumas que de tão fortes, me recuso a comentar aqui), Mico se vê estuprando uma garota, cortando seu pescoço e violando o cadáver, estuprando sua própria mulher e filho, e introduzindo o pênis na boca de uma moça até ela morrer asfixiada, e presenciando um parto onde após nascer, o recém nascido era brutalmente estuprado e morto (nessa ordem). 

Devido a sua enorme quantidade de cenas fortes, o filme foi proibido de circular em diversos países, dentre eles, o Brasil, que proibiu a exibição do mesmo em todo o território nacional (tendo a sua liberação sancionada apenas 2 anos depois, com cenas cortadas).